Saiba como evitar a divergência de peso em suas importações

A divergência de peso é um problema comum no meio do comércio exterior e ele pode causar dor de cabeça com o retrabalho e perda de tempo. Para evitar este imprevisto, é importante que a comunicação esteja bem clara para todas as partes da operação. 

Abaixo, damos um resumo sobre o peso de uma mercadoria para que não aconteçam deslizes neste procedimento. 

Ao ser informado pelo exportador de que sua mercadoria está pronta para coleta, é preciso garantir que a carga foi pesada com embalagem e palletizada. Dessa forma, você pode saber qual é o PESO BRUTO da mercadoria, informação que deve obrigatoriamente constar no Packing List e na Fatura Comercial.

Infelizmente, é muito comum que o exportador acabe informando o PESO LÍQUIDO ou apenas uma estimativa de peso da mercadoria. E na hora da liberação de carga, na hora de bater as informações fornecidas no documento, a mercadoria embalada e palletizada aumenta o peso.

“Mas qual a diferença entre peso bruto e peso líquido?”

A soma do peso da mercadoria e a embalagem, com tudo palletizado e pronto para o embarque, é o peso bruto. O peso líquido é aquele sem a mercadoria estar embalada. Essa diferença precisa estar bem clara e explícita nos documentos da sua operação.

“Quais problemas a divergência pode trazer para minha operação?”

A divergência pode atrasar o despacho e aumentar o custo da operação por armazenagem. Isso acontece porque para o importador registrar a DI e iniciar o processo de despacho, é imprescindível que o Mantra esteja regularizado. A divergência de peso, quando detectada no Brasil, pode ser conectada ao extravio de parte da mercadoria transportada.

Atualmente, de acordo com o DOU de 02/12/2015, seção 1, p.23:

Art. 4º Será tolerada divergência de até cinco por cento, para mais ou para menos, entre o peso bruto informado na DE e na NF e o peso apurado nos boletins ou em relatório de pesagem.

Agora que entendemos o que a divergência de peso pode trazer para sua operação, é importante sempre realizar o processo de pesagem com muita atenção e deixar claro a diferença entre peso líquido e peso bruto para que, assim, não aconteçam imprevistos e prejuízos ao longo de sua importação.

Por Julia Onorato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *